Main Area
imagem-topo

Manual de Projeto de Arquitetura Paisagista


Os recintos exteriores das escolas são locais privilegiados para o convívio entre alunos.

Manual de Projeto de Arquitetura PaisagistaÉ por isso importante dedicar a estes espaços livres e de descontração – complementares dos espaços letivos – os cuidados correspondentes à sua importância no desenvolvimento integral dos alunos e das suas relações sociais, qualificando-os, de forma a não serem simples áreas vazias resultantes da construção dos edifícios da escola.

Tal como nos princípios do Urbanismo, onde o espaço livre deve ser projetado e executado como estrutura urbanística fundamental, também o espaço livre de uma escola deve ser considerado como um local privilegiado de convívio social e de aprendizagem, criando um ambiente propício aos deveres sociais da escola e promovendo a cidadania dos seus alunos.

Este documento, da autoria de A. Viana Barreto, Margarida Valle e Francisco Salvação Barreto, constitui-se como um guia para a intervenção nos exteriores do recinto escolar, apresentando, por um lado, um conjunto de princípios de intervenção, desde a caracterização e condicionantes das paisagens, às funções e modelos do recinto escolar em matéria de arquitetura paisagista e, por outro, constituindo-se como regulador na conceção do projeto de exteriores e paisagismo, através da indicação de recomendações de âmbito geral.